Na primeira pessoa

” Nos últimos anos, o setor de biomassa fez grandes avanços em todos os aspetos “

Pablo Rodero, responsável pelas certificações de biocombustíveis e projetos europeus da Associação Espanhola para a Valorização Energética da Biomassa (Avebiom)

” Nos últimos anos, o setor de biomassa fez grandes avanços em todos os aspetos. O mercado de pellets de madeira amadureceu espetacularmente em número de instalações, quantidades produzidas, etc. Passámos de praticamente 0 a 10 anos atrás para produzir mais de 700.000 toneladas de pellets em 2019 e instalar mais de 55.000 fogões por ano, mas o avanço tem sido igualmente espetacular em tecnologia no nível de eficiência, desempenho ou emissões. Não tem nada a ver com uma caldeira de 10 anos atrás com as que estão a ser vendidas.

Também em outra biomassa, como caroço de azeitona, muito progresso foi feito e atualmente cerca de 25-35% da produção é limpa e seca e é usada em dispositivos de combustão de alta qualidade.”

Fonte: mercacei

Artigo relacionado:

O avanço da utilização do caroço da azeitona e outros subprodutos da oliveira como biomassa