Agrociência

A importância dos compostos ou compostados orgânicos na conservação dos solos

Introdução

A Conservação do Solo pode ser definida como uma medida de utilizar e trabalhar o solo, no sentido de aumentar a produtividade, mantendo a sua fertilidade física, química e biológica.

Os princípios que regem este sistema são: a chamada não mobilização ou mobilização mínima, a rotação de culturas e a presença de uma cobertura do solo.

Os solos fazem parte de um património muito valioso, que devemos conservar e proteger, de modo a prevenir os efeitos erosivos, a compactação e a própria poluição dos mesmos.

Já em 1862, Frederich Albert Fallou escreveu: “na Natureza não há nada tão importante como o solo, e por isso merece-nos toda a atenção. O solo é a base essencial da nossa existência, que alimenta e abastece toda a natureza”.

Uma das estratégias e práticas de conservação do solo é aumentar o teor de matéria orgânica e a sua actividade biológica.

A matéria orgânica é um dos constituintes do solo que melhor define a sua fertilidade física, química e biológica.

Os seus benefícios são em especial, na forma mais estável da matéria orgânica, ou seja, naquilo que é designado por húmus.

Por isso é importante manter e aumentar a matéria orgânica do solo, com diferentes práticas, tais como:

1. Controlar as perdas de matéria orgânica, diminuindo a taxa de mineralização da mesma, com o mínimo de mobilizações do solo;

2. Fomentar os cobertos vegetais do solo e aproveitar os resíduos das culturas anteriores;

3. E, por fim, aplicar compostados em boas condições de utilização.

O que é um composto ou compostado orgânico?

É um produto resultante da compostagem, produzindo-se como resultado da fermentação aérobia de uma mistura de materiais orgânicos, sob determinadas condições específicas de arejamento, humidade, temperatura e nutrientes e com a intervenção de bactérias, fungos e outros. (…)

Artigo completo publicado na edição impressa de janeiro / 2021.

Autoria:

  • António Pedro Tavares Guerra
  • Engenheiro Técnico Agrário
  • Licenciado em Engenharia Agro-Pecuária
  • Formador e Consultor Técnico em Nutrição Vegetal
  • *Escrito ao abrigo do anterior Acordo Ortográfico
Bibliografia consultada:
CASCO, J.Moreno e HERRERO, R. Moral – Compostaje, 2008 MORENO, Juana Labrador – A Matéria Orgânica nos Agrosistemas, 1996 SANTOS, J.Q. – Fertilização, Fundamentos da utilização dos Adubos e correctivos, 2ªedição, 1996 VARENNES, A: – Produtividade dos Solos e Ambiente, 2003