“Quem fica e quem entra agora nesta atividade fá-lo de forma cada vez mais empenhada e profissional”

Ao longo dos últimos dez anos o fruticultor português tem passado por inúmeros desafios, obrigando-se a uma maior profissionalização. Por isso, quando questionada para lhe traçar um perfil, a Secretária-Geral do Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional – Centro de Competências, Maria do Carmo Martins, define-o como “cada vez mais profissional, mais preocupado com o … Continue a ler “Quem fica e quem entra agora nesta atividade fá-lo de forma cada vez mais empenhada e profissional”