Agrociência

Valorização de subprodutos da industrialização da castanha

Figura 1. Subproduto do processo industrial de castanha congelada

A castanha, fruto com expressiva produção em Portugal, desde sempre teve grande importância servindo como base alimentar antes do aparecimento e expansão da cultura da batata e dos cereais. Nos dias de hoje, este produto não só continua a apresentar grande relevância na alimentação, como também na economia do país.

〈 19/02/2021 〉

Segundo as Estatísticas Agrícolas do INE (2019), em Portugal, no ano de 2018, foram produzidas 34,1 mil toneladas, cifrando-se uma média de produção anual de cerca de 30 mil toneladas entre 2014 e 2018. Destas, cerca de 43% (14,7 mil toneladas) tiveram como destino o mercado externo, representando aproximadamente 44 milhões de euros. É na região Norte de Portugal Continental que se encontra a maior concentração de castanheiros, responsáveis, em 2018, por cerca de 88% do volume da produção nacional.

Segue-se a região Centro com 8% e as restantes com 4%. Tendo em conta que o volume de importação de castanha representa (em toneladas) apenas 17,5% do volume de exportações (e cerca de 10% em valor económico), facilmente se depreende que Portugal é autosuficiente na produção de castanha (…).

Ana Raquel Borges¹, Ivo Rodrigues¹ e Marta Henriques¹

¹Instituto Politécnico de Coimbra, Escola Superior Agrária de Coimbra, Bencanta, 3045-601 Coimbra

Artigo completo publicado na edição de fevereiro 2021.