Estatuto Editoral

Voz do Campo é uma revista mensal de informação especializada de índole agrícola em vigor desde 1997;

Sendo o CAMPO a ferramenta de trabalho, na generalidade dos seus setores, em todos os domínios de interesse, desde o planeamento à produção e mercado passando pela investigação, todas as áreas merecem o melhor empenho permanente nesta publicação;

Voz do Campo é independente do poder político, do poder económico e de quaisquer grupos de pressão;

Voz do Campo identifica-se com os valores da democracia pluralista e solidária;

Voz do Campo rege-se, no exercício da sua atividade, pelo cumprimento rigoroso das normas éticas e deontológicas do jornalismo;

Voz do Campo defende o pluralismo de opinião, sem prejuízo de poder assumir as suas próprias posições;

Voz do Campo sabe que o seu público-alvo tem um alto poder de discernimento e entendimento, pelo que age de acordo com as suas características, optando pelos conteúdos, linguagem e formato mais adequados;

Reconhecendo a subjetividade inerente à apreciação dos mais variados temas agrícolas, a Revista Voz do Campo segue rigorosos critérios de qualidade, rigor, isenção e profissionalismo na avaliação dos mesmos, bem como da informação que sobre eles disponibiliza aos seus leitores;

A Revista Voz do Campo visa ainda divulgar o trabalho científico nacional e estrangeiro realizado nas diversas áreas do setor agrário, seguindo os mais altos padrões científicos;

Pretende, igualmente, promover um espaço de debate, troca de ideias e de conhecimentos, através da realização de colóquios temáticos em todo o país, com especial relevo nas regiões potencialmente produtoras e detentoras de marcas e outras denominações protegidas.