Na primeira pessoa

“Hoje estamos ajustados aos desafios modernos”

Benvindo Maçãs, diretor da Estação Nacional de Melhoramento de Plantas

Na Estação Nacional de Melhoramento de Plantas temos o grande desafio tecnológico de ajustarmos os nossos programas às novas ferramentas moleculares e de biotecnologia. Por via de uma reorganização do INIAV hoje as nossas equipas integram pessoas que estão noutros locais e que trouxeram essas ferramentas, como acontece num programa financiado pelo Alentejo 2020, o FASTBREED, cujo propósito é a implementação de um programa de melhoramento de variedades de trigo com base em seleção genómica. Significa isso que estamos a apressar o melhoramento e que com acesso a essas tecnologias o desenvolvimento de uma nova variedade de trigo pode passar a demorar menos cinco ou seis anos.