Agropecuária Política Agrícola Sanidade animal

Pomada instra-mamária para bovinos: FATROXIMIN 20 mg/ml com novo intervalo de segurança para o leite

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa que o medicamento veterinário Fatroximin 20 mg/ml, pomada instra-mamária para bovinos, teve uma alteração do intervalo de segurança para o leite.

A DGAV – Direcção-Geral de Alimentação e Veterinária informa assim que foi aprovada a alteração do intervalo de segurança no leite daquele medicamento veterinário, com o número de Autorização de Introdução no Mercado (AIM ) 50870.

As alterações são as seguintes:

→ Carne e vísceras: zero dias. Não utilizar a carne do ubere para consumo humano.

→ Leite: Zero dias após o parto quando o período de secagem é igual ou superior a 35 dias; 35 dias após o tratamento quando o período de secagem é inferior a 35 dias.


Indicações de utilização

Está indicado para tratamento e prevenção de infeções do tecido mamário causadas por bactérias sensíveis à rifaximina: Staphylococcus aureus, (incluindo bactéria resistente à penicilina), Streptococcus agalactiae, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus uberis, Actinomyces pyogenes.

E também para o tratamento de mamites sub-clínicas durante o período de secagem; prevenção de possíveis novas infecções bacterianas do úbere no período de secagem; e prevenção da mastite aguda que pode ocorrer no momento do parto, quando surge a primeira lactação.

Contra-indicações

Não deve ser administrado a animais com hipersensibilidade conhecida à rifaximina nem a vacas com mamites clínicas.

A utilização do medicamento veterinário deve basear-se em testes de sensibilidade tendo em consideração os requisitos anti-microbianos oficiais e locais.