Agropecuária Pastagens & Forragens

Boa produção de matéria verde nas pastagens em abril

Previsões agrícolas do INE:

As condições meteorológicas de abril promoveram o desenvolvimento vegetativo dos prados, pastagens permanentes (semeados e naturais) e culturas forrageiras anuais. A disponibilidade de matéria verde (biomassa) aumentou substancialmente, permitindo suprir as necessidades alimentares dos efectivos pecuários produzidos em regime extensivo.

Segundo as previsões agrícolas do Instituto Nacional de Estatística (INE), em 30 de Abril de 2020, divulgadas no Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Maio de 2020, o consumo de concentrados, fenos e silagens, complementos alimentares em regimes de produção mais exigentes (nomeadamente na produção de leite) está a níveis normais para a época.

Covid-19 dificulta importações de Espanha

Todavia, em algumas regiões fronteiriças (em particular na zona Centro), têm-se registado dificuldades na compra de palha e rações industriais, habitualmente provenientes de Espanha, devido às restrições de circulação provocadas pela pandemia de Covid-19, realçam os técnicos do INE.

O mês de Abril caracterizou-se, em termos meteorológicos, como quente e muito chuvoso. A temperatura média do ar, 13,9 ºC, registou uma anomalia positiva de 0,8 ºC face à normal 1971-2000, sendo que em sete dias do mês a média das temperaturas máximas ultrapassou os 20 ºC. Quanto à precipitação, o valor médio de 117,1mm corresponde a 148% da normal (1971-2000), sendo de destacar o Centro e o Alto Alentejo (principalmente no interior) como as zonas que apresentaram maiores desvios positivos face à normal.

No final de Abril, e de acordo com o índice meteorológico de seca PDSI, verificou-se uma diminuição da área e da intensidade da seca meteorológica nas regiões do Centro e do Sul, onde já não se verifica a classe de seca severa, mantendo-se ainda a classe de seca moderada em cerca de 15% do território continental, totalmente concentrada no Baixo Alentejo e Algarve.