Floresta Hortofruticultura

Outono ameno favorece produção da castanha

Boletim do INE prevê aumento de produtividade de 5% face à campanha anterior nesta importante fileira do setor dos frutos florestais.

Apesar dos danos provocados pela principal praga da cultura da castanha, a vespa-das-galhas-do-castanheiro (Dryocosmus kuriphilus Yasumatsu), o Boletim da Agricultura e Pescas de outubro, do Instituto Nacional de Estatística (INE), prevê um aumento de produtividade deste fruto florestal.

A chuva nos meses de agosto e setembro, e a subida das temperaturas que se verificou em outubro, beneficiou a produção de castanha, prevendo-se um aumento de produtividade de 5% face à campanha anterior, o que significa o melhor rendimento unitário da última década: 0,97 toneladas por hectare. A zona de Trás-os-Montes apresenta algumas exceções pontuais de perda de produção, devido a episódios de queda de granizo em julho e agosto.

O Boletim do INE assinala que, no mês de setembro, o valor médio da temperatura – 21,3º C – foi 1,1º C superior à normal (1971-2000), sobretudo devido às temperaturas registadas durante a primeira quinzena do mês. Já os valores da chuva registaram uma precipitação média de 36,3 mm, ligeiramente inferior à normal (1971-2000), de 42,1 mm.

Fonte: Produtores Florestais