Na primeira pessoa

” A Europa consome 400 mil toneladas de nozes / ano mas produz 115 mil “

João Sanches, Quinta das Chantas e fundador da Trilho Saloio S.A

“Os produtores juntos neste momento perfazem já uns 300 hectares, que coloca a região no “top 5” em termos de produtores europeus, sabendo que a Europa consome 400 mil toneladas de nozes / ano mas produz 115 mil, logo há 285 mil toneladas de nozes que vêm de fora.

No futuro, a área desta cultura pretendida pela Agromais é na ordem dos mil hectares “por forma a conseguir ter uma escala internacional como operador de mercado. No momento atual a área de produção já ronda os 330 hectares, distribuídos por cerca de uma dúzia de produtores, mas com pouca área em produção dado que os pomares são jovens (os mais velhos só têm quatro anos), logo ainda não entraram em produção.”

Há que considerar também esta fileira como um fator de dispersão de risco para os agricultores, cujo segredo é “encontrar pessoas novas, motivá-las, formá-las e dar-lhes possibilidade de desenvolver capacidades porque na realidade não há segredos. É uma cultura talvez mais exigente em termos de conhecimento mas há muitas pessoas capazes de o fazer e a Trilho Saloio já está a desenvolver o seu quadro de pessoal, contando também com consultores.”


Artigo relacionado:

À conta da cultura da nogueira