Na primeira pessoa

❝ Sem Milho não há País ❞

Jorge Neves • Presidente da Direção da ANPROMIS

〈 24/04/21 〉

“Em Portugal, o milho é, destacadamente, a principal cultura arvense, ocupando cerca de 115 mil hectares, ou seja, quase 40% da área nacional dedicada àquelas culturas.

Apesar da importância da cultura na produção agrícola nacional, estima-se que Portugal é auto-suficiente em milho a 100% apenas durante três meses e totalmente dependente do exterior durante os restantes nove meses do ano!

A Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais, aprovada pelo XXI Governo Constitucional e que conta com o empenho político da atual responsável do Ministério da Agricultura e com o total apoio das principais associações do setor, ANPROMIS e ANPOC, será, seguramente, uma sólida base de trabalho para inverter esta situação e a sua implementação é, presentemente, mais oportuna do que nunca.

Mas para que tal suceda é necessário criar condições, no âmbito da nova Política Agrícola Comum, para garantir (e recuperar!) uma justa remuneração da atividade dos produtores de cereais nacionais, nomeadamente através do estabelecimento de ajudas ligadas à produção, situação de vulnerabilidade já devidamente identificada, quer pela Comissão Europeia, quer pelo Governo de Portugal”.


Depoimento no âmbito do “Dia Internacional do Milho” (24 de abril) promovido pela Anpromis ↔ saiba mais aqui.

Relacionado: 

Dia Internacional do Milho: dia 24 de abril

 

    • Subscreva aqui a nossa revista mensal: