Ambiente

Europa quer ser parceira de África em investimentos na sustentabilidade

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, destacou o objetivo da Europa em ser parceira de África na partilha de investimentos na sustentabilidade.

〈 23/04/21 〉

Durante o Fórum de Investimento Verde de Alto Nível União Europeia-África, promovido em conjunto pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) e o Banco Europeu de Investimento (BEI), o Ministro referiu que «os investimentos que vão fazer crescer a economia em qualquer país do mundo, independentemente da sua geografia, são os investimentos na sustentabilidade».

«A Europa quer mesmo ser parceira de África nestas matérias», acrescentou, referindo o objetivo de «construir em conjunto». «Não temos nada para ensinar, temos tudo para partilhar», disse.

Matos Fernandes sublinhou também que o ambiente e a economia são duas áreas que têm de crescer em conjunto, garantindo a melhoria das condições ambientais ao mesmo tempo que as economias crescem para gerar bem-estar aos cidadãos.

O Ministro utilizou o exemplo da evolução que Portugal tem registado nesta área, em temas como saneamento e tratamento de resíduos, referindo que estes progressos «têm mesmo de ser expandidos pelo mundo».

O Ministro de Estado e das Finanças, João Leão, também participou no fórum e frisou que «Portugal dispõe de uma longa experiência no domínio da cooperação e desenvolvimento sustentável».

O Fórum de Investimento Verde de Alto Nível União Europeia-África decorreu sob o tema «O Futuro Verde de África: Novas vias de investimento para um desenvolvimento sustentável e inclusivo», após um mês de diálogo entre países africanos e europeus sobre a transição e o investimento verdes, em que se realizaram 25 conferências virtuais (Green Talks) em diversas capitais dos dois continentes.