Na primeira pessoa

❝ Na batata, podemos começar a pensar em 100 ton./hectare ❞

Sérgio Margaço – Advice AgriBusiness

“Há muita coisa para descobrir e para fazer com a batata. Gosto de colocar um desafio a mim próprio, sobre o que poderá ser o futuro daqui por 5, 10 ou 20 anos, e pensar que na batata irá haver grandes transformações. Se hoje temos 50 ton./ hectare, podemos começar a pensar em 100, pois em termos de ensaios já vi variedades que chegam a esta produção, o que é fantástico.

A cultura da batata merece ser olhada, observada e investigada. Aqui é importante que também as universidades, as empresas, os operadores e os produtores, unam esforços para aproveitar os recursos que estão disponíveis para a investigação, para conseguirmos desenvolver e perceber como é que podemos inovar e fazer algo melhor.

O inovar não é fazer batata quadrada, é fazer mais com menos, tirar mais partido do clima, por exemplo. Estamos a viver as alterações climáticas e temos de pensar como é que as podemos aproveitar para aquecer as plantas, reduzir ciclos e minimizar custos de rega, de fertilização, etc.

A batata é um mundo que temos pela frente, e eu acredito que é realmente uma cultura com muito futuro, e se foi considerado um produto pouco nobre até há pouco tempo, eu penso que haverá uma reversão nos próximos anos (…).”

〈 Durante um Agromeeting da Espaço Visual 〉


Artigo relacionado:

AGROMEETINGS: “A produção de Batata numa orientação de Mercado”