Grande Entrevista

❝ Vamos demonstrar que a agricultura moderna utiliza a água de forma mais eficiente do que qualquer outro setor ❞

A edição de 2021 da Feira Nacional de Agricultura vai realizar-se de 9 a 13 de junho, nas instalações do Centro Nacional de Exposições – CNEMA -, em Santarém, de volta ao formato físico, ainda que também digital, indo ao encontro das expectativas de todos, expositores e visitantes. Em entrevista à Voz do Campo o administrador do CNEMA, Luís Mira, detalha o que esperar desta edição, que tem a “Água” como tema central.

〈 01/06/21 〉

Qual a expectativa em relação a esta edição, que acontece em condições tão específicas?

Este é um ano atípico e por isso mesmo a Feira Nacional de Agricultura não será semelhante a 2019, mas será a feira possível.

A FNA irá decorrer com limitações, com menos dias, com menos pessoas, mas será uma feira condigna e que vai demonstrar a capacidade que o setor agrícola tem para reagir às crises e adversidades.

O objetivo é conseguir fazer uma feira que vá ao encontro das expetativas de expositores e visitantes, mas que cumpra todas as regras sanitárias em vigor.

Paralelamente à feira física, criámos a FNA digital. Este ano a FNA vai ter uma presença digital que se irá manter ao longo do ano, o que representa uma vantagem significativa na dinâmica entre comerciantes e consumidores do setor.

Em qualquer momento será possível ao visitante procurar informação útil, estabelecer contactos e trocar informações. Numa base permanente, será também possível a consulta aos expositores e o acesso ao arquivo dos eventos da feira.

Porquê o tema central “água”, e como vai ser tratado?

O desafio da Água é fulcral para a agricultura sendo um tema que preocupa todos os cidadãos. Em 2020 o tema da FNA teria sido a Água e como é um assunto intemporal resolvemos manter esta temática, já que não foi possível realizar a feira no ano passado.

No momento em que se discutem tanto as alterações climáticas a utilização da água é um fator determinante na capacidade produtiva de toda a agricultura.

Vamos demonstrar na FNA que a agricultura moderna tem uma utilização mais eficiente da água do que qualquer outro setor. Aliás, alguns seminários são especialmente dirigidos para a utilização mais eficiente da água.

O que é que os visitantes podem esperar em termos de programação?

Este ano a programação terá de ser diferente por força das circunstâncias. Assim, não existirá animação noturna nem concertos e a feira deverá encerrar à meia – noite, mas contamos com vários pontos de interesse (…).

Leia a entrevista completa na edição de junho 2021.

↓ Subscreva a nossa revista mensal e tenha acesso a este e outros artigos exclusivos: