Na primeira pessoa

❝ Paralelamente à feira física, criámos a FNA digital ❞

Luís Mira, administrador do CNEMA

“Este é um ano atípico e por isso mesmo a Feira Nacional de Agricultura não será semelhante a 2019, mas será a feira possível. A FNA irá decorrer com limitações, com menos dias, com menos pessoas, mas será uma feira condigna e que vai demonstrar a capacidade que o setor agrícola tem para reagir às crises e adversidades. O objetivo é conseguir fazer uma feira que vá ao encontro das expetativas de expositores e visitantes, mas que cumpra todas as regras sanitárias em vigor.

Este ano a FNA vai ter uma presença digital que se irá manter ao longo do ano, o que representa uma vantagem significativa na dinâmica entre comerciantes e consumidores do setor.

Em qualquer momento será possível ao visitante procurar informação útil, estabelecer contactos e trocar informações. Numa base permanente, será também possível a consulta aos expositores e o acesso ao arquivo dos eventos da feira”.


Excerto da entrevista à Revista Voz do Campo – edição de junho 2021.

↓ Adquira aqui a entrevista completa e outros artigos exclusivos: