Agropecuária

Novos focos de PSA na Europa levam UE a tomar medidas especiais

O registo de novos focos de Peste Suína Africana (PSA) em suínos selvagens nas regiões da Alemanha, Polónia e Eslováquia levou a Comissão Europeia a atualizar as medidas especiais de controlo da doença.

〈 18/06/21 〉

De acordo com esta entidade, durante os meses de maio e junho deste ano foram registados vários focos de PSA em suínos selvagens no estado alemão de Brandeburgo, o que constitui um aumento do nível de risco que deve ser travado com medidas de prevenção e controlo.

O regulamento de Execução (UE) 2021/952 da Comissão de 11 de junho de 2021 confirma ainda que nestes mesmos meses foram identificados focos de PSA nos distritos de Górowski, Mielecki e Międzychodzki na Polónia. Em junho, foram também registados vários focos da doença no distrito de Humenné, na Eslováquia.

Em resultado destes últimos acontecimentos, quer em javalis na Alemanha, Polónia e Eslováquia, quer mesmo em suínos na Polónia, e tendo em conta a atual situação epidemiológica da peste suína africana na União Europeia, a definição de zonas nesses Estados-Membros foi reavaliada e atualizada.

Igualmente as medidas de gestão dos riscos em vigor foram reavaliadas e atualizadas face ao novo cenário. Conforme refere a Comissão: “A fim de ter em conta a recente evolução da situação epidemiológica da peste suína africana na União, e para combater os riscos associados à propagação da doença de forma proativa, devem ser demarcadas novas zonas submetidas a restrições com uma dimensão suficiente na Alemanha, na Polónia e na Eslováquia, devendo essas zonas ser devidamente listadas como zonas submetidas a restrições I, II e III no anexo I do Regulamento de Execução (UE) 2021/605”.

Informação disponibilizada pela FPAS.