Cereais

Conclusões: XIII Congresso Nacional do Milho

O XIII Congresso Nacional do Milho reuniu nos dias 23 e 24 de março, em Santarém, um número record de 715 participantes de todo o país.

  01 / 04 / 2022  〉

De entre esta numerosa assistência, destacamos o elevado número de docentes e estudantes das diversas instituições de ensino superior e técnico-profissional agrário, num esforço de aproximação entre a futura geração de agricultores e técnicos agrícolas e o mundo empresarial, representado pela ANPROMIS.

Face aos temas abordados, a ANPROMIS conclui:

A organização do XIII Congresso Nacional do Milho, constituiu um forte sinal de que a fileira do milho, como nenhuma outra, mobiliza pessoas e dinamiza iniciativas;

A realização deste congresso no CNEMA, em Santarém, traduz não só a importância que o milho tem para esta região, como a necessidade de se olhar para a temática da água de uma forma descomplexada;

Num período marcado pelos evidentes efeitos das alterações climáticas, que penalizam muito seriamente o sector agrícola e florestal, como lamentavelmente é bem notório este ano, não faz qualquer sentido que o fundamentalismo ambientalista de alguns, poucos mas com grande palco mediático, que vivem essencialmente nas zonas urbanas, se sobreponha aos interesses de vastas regiões do interior do país, onde a actividade agrícola é fundamental ao desenvolvimento e à fixação de populações;

Os novos desafios da alimentação constituem para nós produtores de milho uma oportunidade impar que importa abraçar;

O crescente e contínuo aumento dos factores de produção que se fez sentir nas últimas semanas, entre os quais os fertilizantes, que duplicaram, e os combustíveis e a energia, que triplicaram, revela-se extremamente perigosa, pois não existe qualquer garantia do preço que a energia possa atingir ao longo do período de rega, nem sabemos, tão pouco, qual o valor de comercialização do nosso milho;

Face à incerteza dos custos de produção e à necessidade de se produzir cada vez mais, os produtores de milho apelam a que o Governo olhe com especial atenção para esta fileira e recorra aos instrumentos da Política Agrícola Comum que se encontram à sua disposição como é o caso evidente do “Fundo de Reserva de Crises”, atribuindo uma ajuda forfetária por hectare aos produtores nacionais, já para esta campanha, na ordem dos 300 euros por hectare, que lhes permita fazer face, pelo menos em parte, ao aumento exponencial dos custos de produção;

Os produtores de milho solicitam de igual modo a derrogação imediata do cumprimento da prática greening de diversificação de culturas, de forma a que possam aumentar a sua área de produção;

As Organizações de Produtores (OP), como estruturas de concentração da oferta, revelam-se essenciais à competitividade da agricultura portuguesa e o seu contributo deve ser reconhecido através do reforço das suas atribuições no âmbito da futura Política Agrícola Comum;

A valorização da produção nacional de cereais e a constituição de novas estruturas de comercialização, entre as quais a criação de uma Interprofissional para os cereais, afigura-se uma aposta extremamente importante para o nosso país, como forma de valorizar a produção nacional ao longo dos diversos elos da cadeia agro-alimentar;

O nosso país tem de criar mecanismos de salvaguarda de gestão de crises, como a que vivemos actualmente, nomeadamente a constituição de stocks de segurança de alguns bens alimentares, para situações de emergência e de potencial rotura;

Numa altura que a União Europeia necessita de aumentar a sua capacidade de produção de alimentos, nomeadamente de cereais, importa a Comissão Europeia rever as estratégias definidas no âmbito do “GREEN DEAL” e do “FARM TO FORK” permitindo assim aos agricultores europeus que cumpram a sua missão mais nobre que passa por garantir a produção de alimentos, a preços justos e com os mais elevados standards de qualidade.

↓ Aceda a mais informação e às respetivas apresentações efetuadas:

Dia 23 de Março (4ª feira)

11h00 – A importância da gestão integrada dos recursos hídricos em contexto de Alterações Climáticas
Orador: Rodrigo Proença de Oliveira (Instituto Superior Técnico) (Consulte a apresentação)
Moderador: Luis Mira da Silva (Instituto Superior de Agronomia)
Comentadores:
Joao Coimbra (Director da ANPROMIS)
Jorge Froes (Projecto Tejo)
José Pedro Salema (Presidente da EDIA)
Miguel Miranda (Presidente do IPMA)
Nuno Lacasta (Presidente da APA)

15h00 – Os desafios da alimentação na próxima década (parceria ANPROMIS – INIAV)
Oradora: José Camolas (Vice-Presidente da Ordem dos Nutricionistas) (Consulte a apresentação)
Moderadora: Isabel Martins (Vida Rural)
Comentadores:
Amândio Santos (Presidente da Portugal FOODS)
Anabela Raymundo (Instituto Superior de Agronomia)
Pedro Pimentel (Director-geral da CENTROMARCA)


Dia 24 de Março (5ª feira)

09h30 – O mercado mundial de matérias-primas: que perspectivas para os próximos anos?
Orador: Michael Magdovitz (Rabobank Research) (Consulte a apresentação)
Moderador: Elisabete Tavares (jornalista)
Comentadores:
Carlos Freire (Ceo da AON Portugal)
Hans Jörg Deubel (Nestlé Portugal)
José Manuel Veríssimo (Vice-Presidente do ISEG)

11h30 – Qual o papel da agricultura no modelo de desenvolvimento socioeconómico português?
Orador: Pedro Santos (Director-geral da CONSULAI) (Consulte a apresentação)
Moderadora: Teresa Silveira (Público)
Comentadores:
Álvaro Beleza (Presidente da SEDES)
Gabriela Ventura (Gestora do PRODER 2009-2014)
Joaquim Pedro Torres (Empresário agrícola)
Luís Rochartre Álvares (Partner da NBI)

15h30 | Que política agrícola comum esperar após 2022?
Orador: Pierre Bascou (Comissão Europeia) (Consulte a apresentação)
Moderadora: Teresa Silveira (Público)
Comentadores:
Eduardo Diniz (Director-geral do GPP)
João Pacheco (Think-Tank Farm Europe)
Luís Bulhão Martins (Director da ANPROMIS)
Luis Mira (Secretário-geral da CAP)

A Revista Voz do Campo esteve presente a acompanhar os trabalhos. Não perca mais desenvolvimento na nossa próxima edição de abril 2022, brevemente disponível.

Veja também aqui um vídeo com alguns dos depoimentos e imagens recolhidos durante o evento:

Subscreva a nossa revista e mantenha-se permanentemente atualizado: