Agricultura EMPRESAS & PRODUTOS

Safe-Crop e Caravela Companhia de Seguros lançam seguro de colheitas

Filipe Charters de Azevedo, António Quadros e Costa e Rodrigo Chaves. Administradores da Safe-Crop | Foto: © João Almeida Teté.

A SAFE-CROP aliou-se à Caravela Companhia de Seguros para lançar o Seguro de Colheitas, o primeiro seguro Caravela dedicado ao setor agrícola.

〈  21 / 04 / 2022  〉

Este seguro visa segurar a produção, garantindo ao agricultor uma indemnização em caso de sinistro de origem meteorológica. O custo do prémio de seguro é apoiado até ao nível máximo de 70% (com comparticipação comunitária).

O seguro será apresentado na Ovibeja, a maior feira agrícola realizada anualmente pela ACOS – Associação de Agricultores do Sul, que arranca no dia 21 de abril, quinta-feira.

A SAFE-CROP pretende diversificar as linhas de distribuição e de acompanhamento das peritagens de forma a estar mais próximos -do cliente.

“Apenas 6% de toda a produção agrícola está abrangida por apólices de Seguro, se excluirmos o sector vinícola. Esta reduzida penetração dos seguros no sector agrícola, constitui uma oportunidade e um desafio”, explica Filipe Charters de Azevedo, sócio da SAFE-CROP. “Temos de estar junto dos clientes. E queremos por isso crescer com o mercado e com a satisfação das suas necessidades. Os riscos climáticos são uma preocupação de todos os que trabalham no campo, e basta por vezes uma chuva mais forte, um granizo, ou qualquer outro evento, que os produtores ficam sem o trabalho e sem a fonte de receita de um ano”.

“Apesar dos apoios públicos promoverem uma contratação coletiva de seguros de colheitas, a verdade é que o mercado é atomizado, por vezes com áreas muito pequenas. Temos de encontrar formas de chegar aos produtores – a todos os produtores”, destaca Rodrigo Chaves.

“As peritagens são também um desafio”, salienta Filipe Charters. “São ‘o’ momento da verdade do serviço que prestamos. A transparência e a capacidade de resolução são fundamentais e queremos ter uma postura diferenciadora também neste mercado.”

“Escolhemos anunciar o Seguro Colheitas na Ovibeja pois este evento é considerado um importante motor do desenvolvimento e promoção da cultura e da economia do Alentejo, tanto do ponto vista económico como social”, explica Rui Machado, Diretor Técnico da Caravela Companhia de Seguros. “Por outro lado, esta feira é também um ponto de encontro para o debate e partilha das necessidades dos produtores, no qual a Caravela pretende agora dar o seu contributo significativo.”

“Além disso, queremos estar junto dos agricultores portugueses e apostar em soluções especializadas em cada área de negócio. Os desafios do sector agrícola, pautados por uma enorme incerteza climatérica, são por isso uma área que carece da especial atenção das seguradoras”, afirma ainda Rui Machado.

É ainda de referir que a SAFE-CROP posiciona-se como uma Agência de Subscrição. “Negociámos autonomias tarifárias sensatas, e temos uma operação baseada em modelos robustos de avaliação de risco”, esclarece Filipe Charters. “Podemos por isso avaliar um cliente e ter uma oferta precisa em termos de risco. E queremos continuar a inovar”, salienta Rodrigo Chaves. “Isto é só o princípio”, termina.

A CARAVELA e a SAFE-CROP vão continuar a apostar na inovação e a aumentar a sua oferta a outras fileiras agrícolas e florestais contribuindo, assim, para a proteção do setor.

Filipe Charters, sócio da SAFE-CROP

“Continuamos ombro a ombro com os nossos produtores e o sector rural.“

“Em épocas de margens apertadas, o seguro agrícola é sempre uma ferramenta. Não se pode correr riscos. Imagine uma margem de 5%, se houver uma perda total, um produtor irá demorar 20 anos a recuperar o investimento perdido. Quanto menores as margens, maior a necessidade do seguro.”


Rodrigo van Uden Chaves, sócio da SAFE-CROP

“Numa altura de elevada profissionalização do setor queremos ajudar os empresários a mitigar ao máximo o risco dos seus investimentos, para que consigam crescimentos sustentados das suas explorações agrícolas.”

“Numa altura em que se verificam grandes variações climatéricas, torna-se imprescindível segurar a colheita de eventos climatéricos extremos.”

“Ao sermos uma mediadora que nasce no seio do setor, conhecemos os riscos reais dos agricultores e apenas recomendamos o produto que o cliente realmente necessita.”


António Quadros e Costa, sócio da SAFE-CROP

“Os Seguros Agrícolas da SAFE-CROP foram pensados para os produtores portugueses com o objectivo de atender suas necessidades específicas.”

“Os seguros têm uma penetração relativamente reduzida. Temos de acompanhar o mercado à medida que as necessidades do sector evoluem.”


Rui Machado, Diretor Técnico da CARAVELA, Companhia de Seguros SA

“Queremos estar junto agricultores portugueses e apostar em soluções especializadas em cada área de negócio. Os desafios do sector agrícola, pautados por uma enorme incerteza climatérica, são por isso um espaço natural para a CARAVELA.”

Subscreva a nossa revista e mantenha-se permanentemente atualizado: