Agricultura EMPRESAS & PRODUTOS Formação

PepsiCo dá formação a agricultores portugueses em agricultura regenerativa

Sessão prática realizada na quinta Martín de Ariño (Teruel, Espanha)

A sessão prática teve lugar num campo multicultural em Aragão, Espanha e foi dada pela “The Regen Academy” em conjunto com a equipa de agricultura da PepsiCo.

〈  27 / 04 / 2022  〉

A PepsiCo tem o objetivo de sensibilizar e propagar as práticas de agricultura regenerativa, que vão restaurar  3 milhões de hectares de campo até 2030 – uma área aproximada à pegada agrícola total da PepsiCo.

­­­­A PepsiCo proporcionou uma formação prática centrada na agricultura regenerativa num campo de multicultura na província de Teruel na Aragão, a um grupo de dezasseis agricultores e fornecedores da empresa de Portugal, Espanha, e ainda do sul de França. Este é o terceiro módulo de um curso de formação completo no qual participaram quase trinta agricultores. O objetivo da formação é abordar os princípios básicos e instrumentos-chave para a implementação de práticas agrícolas regenerativas.

Nesta sessão no campo, puderam aprender os principais fundamentos das práticas regenerativas, aprender sobre as diferentes ferramentas e as técnicas mais apropriadas para melhorar a fertilidade do solo. A formação foi conduzida pela “The Regen Academy”, fundada pelo agricultor e engenheiro agrícola Francesc Font, em parceria com o departamento agrícola da PepsiCo.

Diversas empresas portuguesas participaram na formação para o desenvolvimento de práticas agrícolas regenerativas como a Agromais, DPA e Torriba, localizadas no Norte do Vale do Tejo, Montijo e Ribatejo, respetivamente. Estas empresas são parceiras da PepsiCo há mais de 15 anos, fornecendo batatas à multinacional.  Numa fase inicial, este tipo de formação é fundamental para equipar os agricultores com conhecimentos e ferramentas que lhes permitam avaliar e avançar na implementação destas práticas.

Este tipo de formação é muito útil quando se trata de consolidar conceitos e é também essencial aprender com as experiências que cada um de nós adquiriu porque nos permitem partilhar todos os nossos conhecimentos sobre a agricultura regenerativa.” afirma Lurdes Almeida, engenheira agrícola, responsável pelo cultivo de batata da Torriba.

“Numa altura de mudança do nosso modelo agrícola, é de vital importância fornecer conhecimentos e também criar uma rede especializada com os nossos agricultores onde possamos partilhar novas práticas que nos permitam avançar para uma agricultura mais sustentável em linha com os nossos compromissos globais”, destaca Ángel Alonso, diretor do departamento agrário da PepsiCo no Sudoeste da Europa.

A agricultura como uma peça chave para a presença da PepsiCo em Portugal

Devido à transformação estratégica ‘PepsiCo Positive’, a empresa está empenhada em alargar a utilização de práticas agrícolas regenerativas a 3 milhões de hectares, globalmente, até 2030. A PepsiCo Portugal investe na agricultura portuguesa há mais de 15 anos, gerando 516 empregos no setor agrícola e 215 postos de trabalho indiretos na agricultura em Portugal.

Em 2020, a PepsiCo adquiriu, em Portugal, mais de 57.000 toneladas de batata, 3.082 toneladas de amendoim e 7.500 toneladas de milho que são utilizados para produzir produtos tão conhecidos como batatas fritas Lay’s, snacks de milho Doritos e frutos secos da Matutano.