Hortofruticultura Internacional

Jornadas Internacionais querem relançar cultura de Batata em Portugal e na Europa

Jornadas Internacionais da Batata decorrem entre 3 e 4 de maio em Alcochete. Durante dois dias especialistas nacionais e estrangeiros reúnem-se para debater estratégias num momento particularmente desafiante para a Batata portuguesa.

〈  02 / 05 / 2022  〉

As Jornadas Internacionais da Batata vão decorrer nos dias 3 e 4 de maio, no Fórum Cultural de Alcochete. O objetivo é que este encontro, promovido pela Porbatata em parceria com diversas associações – a Associação Portuguesa de Horticultura (APH), o Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional (COTHN), a Escola Superior Agrária de Santarém (ESAS) e a Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícola (FNOP) -, represente um momento de relançamento para a cultura da Batata em Portugal e na Europa.

A iniciativa, que junta diversos especialistas nacionais e estrangeiros, visa debater soluções e estratégias para um setor que tem enfrentado dificuldades nos últimos anos e que se vê agora confrontado com um contexto de aceleradas mudanças globais.

Sérgio Ferreira, Presidente da Porbatata, sublinha que tem a expectativa que “estas Jornadas representem um momento de relançamento da cultura da Batata para o país, mas também para a Europa. Contamos com painéis de oradores de excelência para estes dois dias, com diferentes conhecimentos e nacionalidades e serão abordados temas extremamente importantes.”

O programa arranca logo no dia 3 de manhã com intervenções do Presidente da Câmara Municipal de Alcochete, Fernando Pinto, e do Presidente da Porbatata. Em cima da mesa, até ao dia 4 de maio, vão estar questões relacionadas com os mercados internacionais e as exportações, organização e aumento dos fatores de produção, novas tecnologias, fitossanidade, escassez de água e alterações climáticas, por exemplo.

Do painel previsto de intervenções constam temas como Vendas online e mercados de futuros, por Gonçalo Andrade, Presidente da Portugal Fresh, ou O que o mercado/consumidor quer, a cargo de Mónica Ventosa, da APED. Haverá também mesas redondas onde o debate passa pelo Mercado europeu, que futuro? ou Produção da Batata em Portugal, que rumo? A intervenção de encerramento caberá à Ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes. 

Entre os oradores internacionais convidados estão Cedric Porter, da WPM (World Potato Market), Jan Gottschall, da NAO (Nederlandse Aardappel Organisatie), Yolanda Medina da OIPACYL (Organizacion Interprofissional de la Patata de Castilla y León), Ian Barker do CIP (International Potato Center) ou Laurent Cavard, CEO do grupo francês Altho.

Encontrar respostas e contribuir ativamente para esclarecer e motivar os associados são objetivos desta iniciativa, que vai concentrar em Alcochete mais de 150 representantes e especialistas do setor, no âmbito da Promoção da Batata Portuguesa nos Mercados Externos, apoiada pelo Portugal 2020, inserido no Programa Operacional Competitividade e Internacionalização.

→ Programa completo