Agroalimentar Certificação

Setor agroalimentar mais responsável: o papel das certificações

A sustentabilidade assume-se como uma megatendência com influência a vários níveis: social, económico, tecnológico e político.

E, à medida que as questões relativas à pandemia se vão desvanecendo, temas como a “ansiedade climática” vão ganhando força junto do consumidor, que tem demonstrado atenção sobre a crise climática e que tem mostrado vontade de reduzir o seu impacto negativo no planeta.

Com a pandemia o consumidor percebeu o quanto o planeta se encontra conectado. Ações, individuais ou coletivas, numa determinada região do Globo, podem ter ressonância noutras zonas do planeta, levando os consumidores a reconsiderarem comportamentos e estilo de vida. Consequentemente, o consumidor reconhece que necessita de melhorar o seu conhecimento, por forma a reduzir a sua pegada ecológica e procura, nas empresas, apoio para a realização de escolhas mais sustentáveis e, igualmente, acessíveis. E, por consequência, os vários países, particularmente na União Europeia, adotam medidas que cada vez mais regulamentam sobre estas matérias, levando as empresas a atuarem mais claramente.

Neste sentido, é cada vez mais importante que as empresas de alimentos e bebidas clarifiquem o seu posicionamento e os seus compromissos, em termos éticos e ambientais (…).

Artigo completo na edição de maio 2022.

Autoria: PortugalFoods.

Mais desenvolvimento na Revista Voz do Campo

 

Subscreva a nossa revista mensal e mantenha-se atualizado: