Inovação Investigação Tecnologia

Investigadores do Técnico premiados por aplicação móvel para agricultores

Investigadores do Instituto Superior Técnico (IST) foram premiados com 25 mil euros pelo desenvolvimento de uma aplicação que permite aos agricultores obterem informação sobre as suas culturas a partir de uma fotografia tirada de um telemóvel, foi divulgado esta segunda.

〈 06 / 06 / 2022  〉

O protótipo da aplicação VirtuaCrop, criado por Ricardo Teixeira e Tiago Morais, investigadores do Laboratório de Robótica e Sistemas de Engenharia do IST, em Lisboa, foi distinguido com um dos prémios do concurso #myEUspace, promovido pela Agência da União Europeia para o Programa Espacial.

Em comunicado, o IST destaca que a aplicação móvel “fornece aos agricultores informação sobre as suas explorações em tempo real, como por exemplo dados de matéria orgânica no solo ou estado nutricional do solo”. Segundo o IST, o agricultor “apenas tem que tirar uma fotografia do solo que pretende analisar” e ao fazê-lo “são aplicados algoritmos de aprendizagem automática desenvolvidos a partir de dados de satélite que fornecem uma estimativa adaptada à exploração” tendo por base as cores da fotografia.

Os resultados são depois calculados na cloud (computação em nuvem, tecnologia que permite acesso remoto a programas, arquivos e serviços por meio da internet) e mostrados ao agricultor no visor do telemóvel. O IST adianta que se trata da “primeira ferramenta a potenciar o telemóvel como instrumento de recolha de dados e visualização imediata de resultados“, que permite “fornecer informação agronómica apenas com uma fotografia, dispensando análises laboratoriais de solo ou o uso de sensores adicionais”.

Uma versão da aplicação encontra-se disponível no sistema operativo Android e pode ser requisitada para teste por agricultores a partir da página www.virtuacrop.com. A equipa do IST pretende angariar financiamento adicional que permita tornar a aplicação num produto comercial que tenha “elementos adicionais úteis para os agricultores, como recomendações de fertilização e a avaliação do estado e produtividade das culturas”.

A Agência da União Europeia para o Programa Espacial lançou em 2021 o concurso #myEUspace para apoiar o desenvolvimento de soluções comerciais inovadoras, como aplicações móveis ou soluções baseadas em hardware que beneficiam dos programas europeus de navegação por satélite Galileo e observação da Terra Copernicus. O protótipo do IST venceu na categoria “Agricultura por Satélite”.

Fonte: ECO.