EMPRESAS & PRODUTOS Hortofruticultura Sanidade vegetal

SICÁLCIO® . Um excelente fertilizante com poder anti-escaldão

Figura 1- Aspeto da videira depois da aplicação de SICÁLCIO® a 7l/ha

O SICÁLCIO® é um fertilizante com cálcio e silício, isento de alumínio, que pode ser usado em todas as culturas em qualquer fase do seu ciclo, com inúmeras vantagens. O SICÁLCIO® apresenta um elevado teor em cálcio.

O cálcio é um macronutriente secundário, indispensável ao bom desenvolvimento das plantas. Este nutriente é muito importante no desenvolvimento das raízes, sendo necessário na translocação e armazenamento de hidratos de carbono e proteínas. Atua na formação e na integridade das membranas da parede celular. Por se imobilizar na planta, o sintoma típico surge como clorose entre as nervuras nas folhas mais novas. Assim, a deficiência de cálcio na planta produz um crescimento de forma irregular das folhas, resultando em folhas com margens de natureza restrita. Muitas vezes é observada a morte de tecidos do caule e pecíolo das folhas, assim como a queda prematura de flores, morte dos óvulos e mau desenvolvimento das sementes. A morte dos tecidos do fruto, como de tomate e pimenta, são características de baixo suprimento de cálcio, com o aparecimento da podridão apical dos frutos. Nas alfaces e crucíferas aparece como podridão marginal das folhas. O crescimento das raízes, tanto no sentido longitudinal como no lateral é prejudicado, devido à sua ação na integridade das membranas.

Para além de fornecer o cálcio, o SICÁLCIO® apresenta um alto teor em silício assimilável. O silício é o segundo elemento mais abundante da crosta terrestre- 26 a 28%, ficando, somente atrás do oxigénio, que compõe quase a metade de toda a crosta. Na água do mar, a sua concentração é relativamente baixa, com apenas 3 mg de silício por litro.

O silício no solo contribui para:

· reduzir a toxicidade de vários elementos (alumínio);
· imobilizar metais em excesso no solo;
· diminuir a salinidade;
· aumentar a disponibilidade de água;
· diminuir a concentração de H2O2 e peroxidação de lípidos e favorecer a atividade das enzimas;
· aumentar o pH;
· favorecer o fornecimento de cálcio, magnésio, potássio e silício às plantas.

Nas plantas o silício acumula-se entre a cutícula e a epiderme, nas paredes celulares e sobre a cutícula e contribui para:

· controlo de doenças devido a paredes celulares mais rígidas e à barreira de silício sobre a epiderme;
· redução da transpiração devido à reflexão dos raios solares, diminuindo o escaldão e, deste modo, aumentar a produtividade;
· aumento da concentração de clorofila e, em consequência, da taxa fotossintética, aumentando a produtividade das culturas (…).

Aceda ao artigo completo na nossa edição de junho 2022.

Para mais informações contacte:

Subscreva já e receba todos os meses!
  • Revista Voz do Campo:

Edição de Junho ‘2022 ↓

Subscreva a nossa revista mensal e mantenha-se atualizado: