Investigação

S4Agro: Soluções Sustentáveis para o Setor Agroindustrial

O setor hortofrutícola debate-se atualmente com uma preocupação e pressão dos mercados relativamente à sustentabilidade.

Questões como: Qual e como usar a embalagem primária ecológica mais adequada? Como ser mais sustentável na embalagem e na logística dos produtos agroalimentares? Como utilizar de forma eficiente embalagens inteligente e/ou ativa? Como tornar mais seguro o ambiente digital da empresa? Como reduzir e valorizar desperdícios com vista à melhoria da eficiência produtiva e redução dos impactes ambientais? Como melhorar a capacidade de inovação de base científica e tecnológica da empresa? São hoje colocadas às empresas do setor, que terão que adaptar os seus procedimentos, técnicas e tecnologias para se manterem competitivas num mercado cada vez mais exigente. Soluções para que as empresas aumentem a sua produtividade, eficácia e, eficiência ao nível da indústria 4.0 e economia circular, são atualmente requeridas para tornar as empresas mais competitivas e valorizadas através de boas práticas mais sustentáveis em termos ambientais, económicos e sociais, em mercados mais sofisticados.

O projeto S4AGRO (www.s4agro.pt) visa qualificar as PME do setor agroindustrial, num conjunto de fileiras, entre as quais a dos produtos hortofrutícolas, para a adoção de soluções inovadoras e sustentáveis, que permitam aumentar a sua produtividade, eficácia e eficiência ao nível da indústria 4.0 e economia circular. Para tal, no âmbito das atividades do projeto, pretende-se identificar e disseminar junto das PME do setor agroindustrial, boas práticas na utilização de embalagens primárias (ecológicas) e secundárias (recicláveis e/ou reutilizáveis) sustentáveis e os fatores críticos à aplicação destas e as práticas logísticas mais eficazes. Neste contexto, encontram-se também as tecnologias inovadoras e boas práticas em utilização de embalagens inteligentes e/ou ativas. Aborda igualmente a cibersegurança, visando identificar fatores críticos para a segurança de sistemas informáticos e qualificação para a aplicação de boas práticas. Destina-se também à identificação e caraterização de pontos geradores de desperdício e à definição de soluções inovadoras para o seu aproveitamento com vista à melhoria da eficiência produtiva e redução dos impactes ambientais. Visa ainda, permitir, divulgar e facilitar o acesso a processos de capacitação para a introdução de inovação de base científica e tecnológica com o intuito de capacitar PME para acelerar a adoção da Indústria 4.0.

O consórcio é liderado pela Universidade da Beira Interior (UBI), e composto pela Universidade de Évora (UÉvora), Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), Instituto Politécnico da Guarda (IPG), Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria), Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) e Associação do Cluster Agroindustrial do Centro (InovCluster).

Trata-se de um projeto financiado no âmbito do COMPETE 2020, Aviso n.º 02/ SIAC/2019 pelo Sistema de Apoio a Ações Coletivas – Qualificação (…).

→ Aceda ao artigo completo na nossa edição de junho 2022.

Autoria:
Pedro Dinis Gaspar
Professor
Coordenador Global S4Agro
Universidade da Beira Interior

Subscreva já e receba todos os meses!
  • Revista Voz do Campo:

Edição de Junho ‘2022 ↓

Subscreva a nossa revista mensal e mantenha-se atualizado: